Capítulo 10
Um anjo anuncia os acontecimentos dos últimos dias

 

O capitulo 10 de Daniel inicia-se com uma palavra revelada, trata-se de uma guerra prolongada, Daniel estivera triste por 3 semanas, nada comia e vê um homem fabuloso vestido de maneira gloriosa e descreve seu aspecto (Daniel 10:6).

Desta vez ele jejuou por três semanas, desde o quarto até o vigésimo quarto dia do primeiro mês do ano. Seu jejum ocupou a maior parte do mês de nisã, tendo incluído os sete dias de pães azimos qual vinham após a páscoa.

Daniel procurou um lugar apartado junto ao rio Tigre onde pudesse orar ao Senhor, para que manifestasse novamente seu poder maravilhoso em favor de Israel.

Daniel se encontrava em avançada idade, e obteve do Senhor uma resposta uma visão maravilhosa do próprio Senhor Jesus Cristo, e podemos comprovar ao se comparar o relato de Daniel acerca do que ele contemplou com aquilo que o apóstolo João descreveu a respeito  do glorificado Jesus que lhe apareceu em visão na ilha de Patmos (Apocalipse 1:13-16).

Depois de contemplar a visão do Senhor Jesus em Sua Glória e depois de ter sido reanimado, Daniel aprendeu do anjo assistente que muitos imaginam ter sido mais uma vez o anjo Gabriel, que lhe aparecera em visão nos cap. 8 e 9, que suas orações feitas ao longo de três semanas haviam começado a ser respondidas desde o dia em que as rações iniciaram. Disse o anjo: "Não temas, Daniel, porque desde o primeiro dia, em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar te perante o teu Deus,foram ouvidas as tuas palavras e por causa das tuas palavras é que eu vim". Daniel 10:12.

O anjo acrescentou depois: Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu  por vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes veio para ajudar-me.

Quem era este "príncipe do reino da Pérsia, que ousou resistir diante de um anjo de Deus durante vinte e um dias? Não se tratava do rei Ciro, a pessoa em referência o príncipe da Pérsia, é nos apresentado como que ocupando uma posição  e possui capacidade similar aquela de outros príncipes que são mencionados neste capitulo- o príncipe da Grécia no vers. 20 e Miguel nosso príncipe vers. 21 e em Daniel 12:1, Miguel recebe a designação adicional de "grande príncipe , o defensor dos filhos do teu povo".

O príncipe da Pérsia era evidentemente o anjo príncipe que se identificava com o Império Persa, pelo fato de ele haver-se oposto ao anjo de Deus durante três semanas devemos concluir que se tratava de um anjo mau.

II Pedro 2:4 fala dos anjos que pecaram e foram expulsos do Céu.John F. Walvoord conclui: "Este príncipe não é o rei do império Persa e sim um líder angelical da pérsia um anjo caído sob a direção de satanás em contraste com o angelical príncipe Miguel que dirige e protege o povo de Israel, então para além dos fatos visíveis durante três semanas de dia e de noite um anjo do Senhor esteve a contender com um demônio que numa tentativa de contrabalançar sua influência procurando evitar que Ciro rescindisse o seu importante decreto anterior , pelo menos Miguel que em certa oportunidade derrotou todo o exército de demônios (Apoc 12:7) veio em reforço á ação de Gabriel, e o demônio foi derrotado e o rei da Pérsia tomou a decisão correta,Ciro recusou-se a compartilhar do esquema dos samaritanos, que previa o fim  da reconstrução do templo, e em nenhum momento o rei Ciro voltará a vacilar no tocante a este assunto.

A visão começa com uma revelação de Jesus Cristo em sua glória. Ela finaliza com uma revelação de Jesus Cristo em sua segunda vinda a história do mundo, aqui apresentada começa e finda com o Senhor da história, uma vez mais somos lembrados de que O Senhor cuida de seus filhos e que ele mantém o controle de todas as coisas.

O foco principal das profecias de Daniel não é Antioco Epifanio e nem o anticristo, jamais devemos esquecer tais fatos pois do contrário correremos o risco de incorrer em asneiras estranhas e desnecessárias, o foco repousa sempre sobre O Senhor Jesus, Ele é a pedra sobrenatural de Daniel 2, Ele é o filho do homem  que vem sobre as nuvens em Daniel 7. Ele é o messias e Príncipe que foi cortado na  profecia de setenta anos e que não obstante faz com que Seu concerto prevaleça.

È muito bom estar ao lado do vencedor, è bom relembrar que o nosso Líder não é meramente um campeão humano, Ele é o campeão universal, Ele é também um general que jamais perdeu, e jamais perderá uma única batalha!

 


   Home    Estudos Bíblicos    Daniel na Babilônia    Cap. 1    Cap. 2    Cap. 3    Cap. 4    Cap. 5    Cap. 6    Cap. 7    Cap. 8    Cap. 9    Cap. 11    Cap. 12