Capítulo 4 - O Diabo
(O INIMIGO EXTERIOR)
 
 

(O diabo vem contra nós com unhas e dentes, nós vamos contra ele em nome do Senhor dos Exércitos)

 Lutar contra o diabo = Se sujeitar a Deus e Resestir ao diabo (Tg 4: 7)

 

 

1 PEDRO 5: 8 e 9 – TIAGO 4: 7

 *OBS: AO ESTUDAR SOBRE O INIMIGO DEVEMOS TOMAR OS SEGUINTES CUIDADOS:

1) CRER QUE O INIMIGO É REAL.

2) NÃO TEMÊ-LO.

3) NÃO DESPREZAR SUA FORÇA.

4) NÃO SER SUGESTIONADO (ACHAR QUE É TUDO ATUAÇÃO DO DIABO).

 

 

DIABO – TRANSLITERAÇÃO DO VOCÁBULO GREGO “DIÁBOLOS”, NOME USADO SEMPRE NO SINGULAR, QUE SIGNIFICA ACUSADOR E É APLICADO NAS ESCRITURAS EXCLUSIVAMENTE A SATANÁS. 
AINDA QUE ALGUMAS PESSOAS FALEM EM “DIABOS”, COMO SE HOUVESSE MUITOS DE SUA ESPÉCIE, TAL EXPRESSÃO É INCORRETA.

 

DEMÔNIOS - SENTIDO DO TERMO “DEMÔNIO”, SEGUNDO O USO CLÁSSICO, REFERE-SE A DEUSES OU SEMIDEUSES, É A TRANSLITERAÇÃO DE “DAIMON” OU “DAIMONION”, O PLURAL É “DAIMONIA”.

 

 

O MAL

 

1) A EXISTÊNCIA DO MAL – RECONHECIDA POR JESUS (MT 12:27 e 28 – MT 10:8 – MC 16:17).

JESUS CRISTO RECONHECEU A EXISTÊNCIA DOS DEMÔNIOS, FALANDO A RESPEITO DELES E PARA ELES. TAMBÉM FOI RECONHECIDA PELOS APÓSTOLOS (1 CO 10:20 e 21 – TG 2:19).

 

2) A NATUREZA DO MAL

a) SÃO INTELIGENTES - ELES PENSAM, OU SEJA, TEM RACIOCÍNIO PRÓPRIO (MT 8:29-31 – LC 4:35 e 41 – AT 19: 13 e 15).

 b) SÃO SERES ESPIRITUAIS - SÃO REPUTADOS IDÊNTICOS AOS ESPÍRITOS IMUNDOS, NO NOVO TESTAMENTO  (LC 9:38-42 – MC 5: 2-9).

 c) SÃO DESTITUÍDOS DE CORPOS FÍSICOS - (MT 12:43 e 44).

 d) SÃO MUITOS EM NÚMERO – UMA LEGIÃO, NO EXÉRCITO ROMANO, TOTALIZAVA, QUANDO COMPLETA, SEIS MIL SOLDADOS; MAS AQUI ESSA PALAVRA É USADA A RESPEITO DE UM NÚMERO INDEFINIDO E ELEVADO – SUFICIENTEMENTE ELEVADO. OS DEMÔNIOS SÃO DE TAL MODO NUMEROSOS QUE TORNAM SATANÁS PRATICAMENTE UBÍQUO (EM TODA PARTE) POR MEIO DESSES SEUS REPRESENTANTES. (MC 5: 9 – LC 8: 30).

 e) SÃO MAUS, MALIGNOS E MALICIOSOS – DEGENERADOS EM SEU CARÁTER, SÃO VIS E PERVERSOS, BAIXOS EM SUA CONDUTA, SÃO MENTIROSOS. OS DEMÔNIOS SÃO SERES DE BAIXA ORDEM MORAL, DEGENERADOS EM SUA CONDIÇÃO, IGNÓBEIS EM SUAS AÇÕES, E SUJEITOS A SATANÁS. NAS ESCRITURAS APARECEM COMO PERTENCENTES AO REINO DE SATANÁS, E EM DIRETA E RECONHECIDA OPOSIÇÃO AO REINO DE NOSSO SENHOR. (2 CO 2:11 – LC 4: 33 e 36 – MT 15: 22 – MT 12:24-27).

f) SUAS ATIVIDADES:
 1) APOSSAM –SE DOS CORPOS DOS SERES HUMANOS E DOS IRRACIONAIS. OS DEMÔNIOS, QUANDO PARA ISSO RECEBEM PERMISSÃO, SÃO CAPAZES DE ENTRAR EM CORPOS FÍSICOS, SUJEITANDO-OS A SEU DOMÍNIO PERVERSO. (MC 5: 8-13 – AT 8:7). 
2) TRAZEM AFLIÇÃO MENTAL E FÍSICA AOS HOMENS –(MT 12:22 – MC 5: 4 e 5).

 

 

RELAÇÕES DOS DEMÔNIOS COM OS HOMENS

O Dr. NEVIUS (DEMONÓLOGO = AQUELE QUE É VERSADO EM DEMONOLOGIA, OU SEJA, QUE ESCREVE E ESTUDA ESTA MATÉRIA), DIZ QUE, EM RESULTADO DE SEUS ANOS DE EXPERIÊNCIA NA CHINA, E DE SEUS ESTUDOS NAS ESCRITURAS, CHEGOU À CONVICÇÃO DE QUE EXISTEM CINCO ASPECTOS OU FASES NAS RELAÇÕES DOS DEMÔNIOS COM OS HOMENS.

1) TENTAÇÃO – FORMA DE SUGESTÃO ESPIRITUAL.
ESSA MISTERIOSA INFLUÊNCIA, VINDA DE UM MUNDO INVISÍVEL, À QUAIS TANTO INCRÉDULOS COMO CRENTES ESTÃO SUJEITOS (EF 6:11 e 12 – 1 JO 4:1-6).
 
2) OBSESSÃO – ALGUNS CONSIDERAM COMO A PRIMEIRA FASE DO ENDEMONINHAMENTO.
TRATA-SE DE DOMÍNIO DEMONÍACO QUE É RESULTADO DA ENTREGA VOLUNTÁRIA E HABITUAL À TENTAÇÃO OU AS TENDÊNCIAS PECAMINOSAS.
NESSA FASE, OS CASOS MUITAS VEZES NÃO SÃO BEM PRONUNCIADOS EM SEU CARÁTER, TORNANDO-SE DIFÍCIL DETERMINAR SE DEVEM SER CLASSIFICADOS COMO ENDEMONINHAMENTO, COMO IDIOTICE, COMO DESEQUILÍBRIO MENTAL, OU COMO EPILEPSIA.
EMBORA OS INDIVÍDUOS JÁ ESTEJAM SOB UM HORRENDO DOMÍNIO SATÂNICO, CONTUDO SÃO PERFEITAMENTE LIVRES, SEGUEM OS DITAMES DE SUAS PRÓPRIAS VONTADES, E RETÊM SUAS PRÓPRIAS PERSONALIDADES (EF 4:17-19).

3) CRISE OU TRANSIÇÃO  - A FASE CARACTERIZADA POR UMA LUTA EM TORNO DO ENDEMONINHAMENTO, QUANDO O INDIVÍDUO RESISTE, ALGUMAS VEZES SENDO BEM SUCEDIDO (MT 15:22-28 – TG 4:7 – EF 4:26 e 27).

4) ENDEMONINHAMENTO – PARA Á PESSOA, PODE SER DESIGNADA COMO SUJEIÇÃO E SUBSERVIÊNCIA, E PARA O DEMÔNIO, TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO.
A CONDIÇÃO DA PESSOA É, A MAIOR PARTE DO TEMPO, SAUDÁVEL E NORMAL, EXCETUANDO POR OCASIÃO DO PAROXISMO, QUE OCORRE NA PASSAGEM DO ESTADO NORMAL PARA O ANORMAL, NESTA FASE OBSERVA-SE A ADIÇÃO DE UMA NOVA PERSONALIDADE (MC 9:17-27).
 
5) CAPACIDADE DEMONÍACA – A PESSOA JÁ DESENVOLVEU CAPACIDADE PARA SER USADA, E SE DISPÕE PARA ISSO.
JÁ É ESCRAVO DO DEMÔNIO, TREINADO, ACOSTUMADO, VOLUNTÁRIO, SOLDADO DO DIABO (2 TS 2:7-12).

 

 

ARMAS DO INFERNO

 

DIABO = SATANÁS = LÚCIFER (LUCIFÉR NO SATANISMO)

(EZ 28:11-19 – IS 14:13-14).

PRINCIPADOS = PRÍNCIPES DO INFERNO DOMINAM UMA VASTA REGIÃO (NORTE, SUL, LESTE, OESTE), SÃO EM NÚMERO REDUZIDOS.

POTESTADES = PODERES, POTÊNCIAS DO INFERNO DOMINAM NAÇÕES, SÃO EM NÚMERO MAIOR QUE OS PRINCIPADOS, PORÉM COM MENOR PODER.

DOMINADORES = QUE MANTÉM DOMÍNIO, SÃO CHEFES DOS DEMÔNIOS DE PEQUENA PATENTE, SÃO EM NÚMERO ELEVADO.

HOSTES – SÃO OS SOLDADOS DO INFERNO, SÃO MUITOS, MUITÍSSIMOS, INÚMEROS.  (EF 6:12).

 

SATANÁS E SEUS DEMÔNIOS , USAM DE VÁRIAS ARMAS INFERNAIS, DESDE SETAS ATÉ PLANOS PARA DESTRUIR O POVO DE DEUS. ESTES MÉTODOS SÃO USADOS DESDE A QUEDA DO HOMEM, PORÉM CONTINUA A DAR CERTO, POIS O HOMEM CONTINUA O MESMO.

EM LC 4: 1-13, SATANÁS USA DESTAS ARMAS CONTRA JESUS, PORÉM CRISTO VENCE A SATANÁS NO DESERTO.

O DIABO APROVEITA DA PODRIDÃO CARNAL PARA ATACAR.

 

ALGUMAS ARMAS DO INIMIGO:

1) TENTAÇÃO À LUXÚRIA = LASCÍVIA, SENSUALIDADE, PROSTITUIÇÃO, LIBERTINAGEM, DEVASSO.

2) SENTIMENTO DE MEDO = SENTIMENTO DE GRANDE INQUIETAÇÃO ANTE A NOÇÃO DE UM PERIGO REAL OU IMAGINÁRIO, PAVOR, TERROR.

3) ATAQUES DE IRA =  CÓLERA, RAIVA, DESEJO DE VINGANÇA.

4) PENSAMENTOS PESSIMISTAS = DISPOSIÇÃO DE ESPÍRITO QUE LEVA O INDIVÍDUO A ENCARAR TUDO PELO LADO NEGATIVO.

5) SENTIMENTO DE DEPRESSÃO = SENTIMENTO DE ANGÚSTIA PROFUNDA E PENOSA SENSAÇÃO MORAL, ABATER-SE, SOFRIMENTO MENTAL E ESPIRITUAL.

6) ILUSÕES DE SOFISMAS = ARGUMENTO APARENTEMENTE VÁLIDO, MAS NA REALIDADE, NÃO CONCLUSIVO, FEITO POR MÁ FÉ POR QUEM APRESENTA, ARGUMENTO FALSO FORMULADO PARA INDUZIR ALGUÉM AO ERRO, MENTIRA PARECIDA COM A VERDADE, ENGANO.

 

 

 

VITÓRIA DO CRISTÃO

 

O diabo não pode vencer os filhos de Deus, porque temos em nós o Espírito Santo.

Mas o inimigo pode nos atacar com suas armas, e se ele ataca é porque existe a possibilidade de prevalecer sobre nós. Quantos casos existem de vitórias do inimigo sobre homens e mulheres de Deus. Um exemplo clássico está em Gn 3: 1-6.

O inimigo nos vence quando:

 1) Desobedecemos a Deus.

 2) Não usamos de nossa autoridade espiritual conquistada por Cristo.

 3) Não conhecemos e praticamos a Palavra de Deus (Bíblia).

 

 

Sentimentos, Pensamentos, Palavras e Ações

 Nosso Sentir - Muitos cristãos se preocupam demais com seus sentimentos. Sabemos que temos que andar pela fé e não pelos sentimentos, mas é muito comum voltar ao hábito de tomar decisões e julgar nossos valores pessoais ou nossa espiritualidade baseados no que estamos sentindo.

Não encontramos na palavra de Deus nada como devo me sentir.

Os ensinamentos são claros sobre:

1 - Como devo me comportar.

2 - Como devo pensar.

3 - Como devo falar.

 

A razão disso é que Deus sabe que de nada adiantaria ordenar como o homem deve se sentir, já que Ele nos criou incapazes de obedecer esse tipo de ordem.

Não há como decidirmos como vamos nos sentir.

A certas coisas que podemos decidir com a ajuda de Deus:

·       O que pensar.

·       O que dizer.

·       O que fazer.

Deus nos dotou com capacidade de usar nossa vontade para fazer nossas escolhas. Mas não existe escolha ou decisão que possa produzir as emoções que gostaríamos de sentir.

 

Podemos decidir:

 ·       O que fazer.

·       O que pensar.

·       O que dizer.

 

Os sentimentos são controlados ou são consequências dos:

 ·       Nossos pensamentos

·       Nossas palavras que dirigimos a nós mesmos e a outros

·       Nossas ações.

 

Por desígnio de Deus, nossos sentimentos (emoções) são reações involuntárias aos pensamentos que ocupam a nossa mente e as palavras que nos afloram aos lábios, principalmente as que dirigimos a nós mesmos.

 

O CONTROLE DAS EMOÇÕES DEPENDE DIRETAMENTE DO CONTROLE DE NOSSOS PENSAMENTOS E PALAVRAS.

 

De certa forma os nossos sentimentos são semelhantes aos nossos sonhos:

São provocados por nossos pensamentos, porém não são racionais ou confiáveis.

Nossos sentimentos revelam muita coisa a nosso respeito, pois espelham o nosso subconsciente.

No entanto não devemos confiar neles para orientar nossas decisões, e nem valorizá-las demasiadamente, pois podemos correr o risco de perder a objetividade, caindo num mundo de introspecção e misticismo.

 

Creio que Deus se preocupa com nossos sentimentos, mas muito mais com nossos :

  

Nosso Pensar - Nossa mente é responsavel pela viabilização dos segredos de viver em soberania, e é por isso que o inimigo transformou a mente humana no ponto central de seu ataque.

Esta guerra é travada na mente, se desenrola nas esferas invisíveis da mente (II Co 10: 3-5).

Nosso pensamento deve ser Renovado (Rm 12: 1 e 2).

Renovar = Fazer de novo, mudar para melhor, reformar, consertar, restaurar, revigorar).

 

 

Nosso Falar - Nossas palavras são materiais que damos ou para o Espírito Santo agir ou para espíritos malignos. As palavras têm poder de encorajar ou abater.

Nossas palavras tem poder, Deus nos ordena declarar bênçãos, veja em Ez 37: 1-12.

Não devemos:

·       Mentir

·       Criticar

·       Discutir

·       Depreciar

·       Amaldiçoar

Maldição é a autorização dada ao diabo por alguém que exerce autoridade sobre outrem, para causar dano à vida do amaldiçoado.

 

 

Nosso Agir Nossas ações mostrará se cremos ou não, se vivemos o Cristianismo ou não. Poderemos pensar mas não fazer, poderemos falar mas não cumprir , porém nossos atos nos provam se temos ou não fé (Tg 2: 17) – Veja também Tg 1: 19-27. 

Nossas ações devem se tornar hábitos, e isto se consegue através de disciplina, palavra muita esquecida nas Igrejas. 

Devemos ser:

 ·       Mansos

·       Otimistas

·       Gratos

·       Animadores

·       Não críticos

·       Não queixosos

·       Alegres

·       Atentos ouvintes

·       Sinceros

·       Respeitosos

·       Sinceros

·       Generosos

 


Home       Estudos Bíblicos       Batalha Espiritual       Capítulo 1       Capítulo 2       Capítulo 3       Capítulo 5       Capítulo 6       Capítulo 7       Capítulo 8