6) ORAR NO ESPÍRITO

Orar no Espírito é mencionado três vezes na Bíblia:

·       1 Coríntios 14:15 diz: “Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com a mente; cantarei com o espírito, mas também cantarei com a mente”.

·       Efésios 6:18 diz: “com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos”.

·       Judas 20 diz: “Vós, porém, amados, edificando-vos na vossa fé santíssima, orando no Espírito Santo”.

 

A palavra grega traduzida “orar em” o Espírito pode ter vários significados diferentes. Por significar “por meio de”, “com a ajuda de”, “na esfera de” e “em conexão ao”.

Orar no espírito é orar segundo ou conforme a direção do Espírito Santo, no nosso espírito, veja em 1 Co 14: 15 espírito com letra minúscula significando nosso espírito e em Ef 6: 18 e Jd 20 Espírito com letra maiúscula significa o Espírito de Deus nos direcionando.

Orar no espírito também é orar em línguas, pois as línguas estranhas são aa línguas do espírito e do Espírito Santo. Orar no Espírito é orar de acordo com a liderança do Espírito. É orar por coisas que o Espírito nos leva a mencionar. Romanos 8:26 diz: “Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis”.
Orar no Espírito é relacionado com línguas, veja em 1 Coríntios 14:15, o contexto de discutir o dom de línguas, Paulo menciona “ore com o Espírito”.

Em Efésios 6:18, Paulo nos ensina: “com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos”.

Quando oramos no Espírito, de fato oramos com o espírito e debaixo da direção do Espírito Santo, independente se entendemos o que ém dito ou não, pois é linguagem espiritual, ou seja, o Espírito Santo nos dirige e ora por nós (Rm 8: 26).

Portanto, orar no Espírito deve ser entendido como orar no poder do Espírito e de acordo com a Sua vontade e conforme Sua direção e orar em línguas.

 

A verdadeira oração é realizada no Espírito. Orar no Espírito é falar em outras línguas, e  ter uma experiência de êxtase espiritual.

Mas, orar no Espírito significa orar conscientemente, em nome de Cristo, capacitado e dirigido pelo Espírito Santo a encontrar a vontade do Pai. Não é uma nova revelação, mas a iluminação espiritual necessária que nos dá o entendimento e convicção da vontade de Deus específica para um assunto.

 

Como orar no Espírito?

·       Primeiro, a humildade é indispensável. O próprio Espírito Santo nunca toma à frente do Pai e do Filho. Ele exalta Cristo e glorifica o Pai, mas em nenhum lugar da Escritura exige glória para Si mesmo. Ele é glorificado pela sua divindade e a Sua participação nas obras da Trindade. Se ele sendo Deus não se exalta, não podemos orar diferente do modo como o Espírito atua. O nosso orgulho faz com a nossa voz soe diferente da intercessão do Espírito!

·       Segundo lugar, para orar no Espírito é necessário que supliquemos por discernimento. Precisamos examinar as intenções do nosso coração.

·       Terceiro, para orar no Espírito é indispensável que desejemos ser cheios do Espírito. A plenitude do Espírito é um processo que perdurará toda a nossa vida cristã. Ela não ocorre numa única experiência. Ninguém é tão pleno que não necessite mais ser cheio.

 

 

Orar no Espírito, é para todo o que crê !

A oração feita no Espírito não é um privilégio de alguns.

Todos os salvos podem e devem aprender orar no Espírito.

Todos estes têm dons do Espírito.

Pelo Espírito Santo cada crente é batizado no Corpo de Cristo e todos são capacitados a orar por serem sacerdotes no Reino de Deus (1 Co 12:12-13; 1 Pe 2:9).

Em Cristo, todos têm livre acesso ao trono da graça.

Todos os verdadeiros salvos têm a habitação pactual do Espírito, que intercede eficazmente e apresenta a nossa necessidade diante do Pai (Rm 8:27).

Se a tua oração for no Espírito, então, ela é orada pelo Espírito, e aceita pelo Pai.

"Mas vós, amados, edificando-vos sobre a vossa santíssima fé, ORANDO NO ESPÍRITO SANTO conservai-vos no amor de Deus" Jd 20 e 21.

Orar no Espírito Santo faz que minha fé saja edificada, ou seja, que a minha fé aumente a tal ponto que eu consiga viver a Palavra de Deus como ela é, sem hipocrisias, dogmas, cerimônias e outras coisas que destroem os bons costumes.

Em I Coríntios capítulo 14, verso 16:

"...se tu bendisseres em espírito, como dirá o amém sobre a tua ação de graças aquele que ocupa o lugar de indouto, visto que não entende o que dizes."

 

O que é "bendizer em espírito" ?

"(...) se tu bendisseres em espírito como dirá o amém(...) aquele que ocupa o lugar de indouto, visto que não entende o que dizes."

Isso quer dizer que, quando eu falo alguma coisa em espírito, estou falando em uma linguagem que ninguém entende, uma língua estranha para os homens.

Sobre isso, nesta mesma carta, um pouco antes, no verso 4 está escrito "O que fala em línguas edifica-se a si mesmo".

"Isso tudo quer dizer, que, se eu falar em línguas, vou estar edificando a minha fé".

Está escrito em Romanos capítulo 12, no verso 26: "...o Espírito nos ajuda na fraqueza; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o Espírito mesmo intercede por nós com gemidos inexprimíveis"

Fraqueza é a incapacidade de produzir resultados.

E veja como o Espírito se expressa: "...com gemidos INEXPRIMÍVEIS". Gemidos inexprimíveis, uma lingua estranha, uma língua que os homens não podem entender.

Vamos ver o que Jesus disse a respeito disso em Marcos capítulo 16, no verso 17: "E estes sinais acompanharão aos que crerem: em meu nome expulsarão demônios; FALARÃO NOVAS LÍNGUAS..."

Jesus não parece ter nos deixado muita opção. Ele disse que nós falaríamos novas línguas! Não é uma opção. É uma ordem. Então, se eu falar com uma linguagem estranha, que eu não entendo, estarei me edificando.

Repare neste ato de fé: vou fazer isso simplesmente porque está escrito. Em outras palavras, se eu orar em línguas, ou ORAR NO ESPÍRITO SANTO, eu vou estar edificando a minha santíssima fé. Quando eu oro em línguas, eu estou dando expressão ao espírito. Veja em I Coríntios capítulo 14 verso 2: "Porque o que fala em línguas... EM ESPÍRITO FALA MISTÉRIOS." Mas que mistérios são esses? São as verdades de Deus que estiveram ocultas dos homens desde a fundação do mundo. As verdades que você é incapaz de fazer com que produzam um resultado na sua vida.

 

Veja o que diz em I Coríntios capítulo 2, nos versos 9 e 10: " Mas, como está escrito: As coisas que olhos não viram, nem ouvidos ouviram, nem penetraram o coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam. PORQUE DEUS NO-LAS REVELOU PELO ESPÍRITO..."

Preste atenção: as verdades de Deus sempre existiram, mas nós nunca as compreendemos direito até a vinda de Cristo. Veja, irmão, que um pouco depois neste capítulo, está escrito que agora temos a mente de Cristo.

Veja o que está escrito em Romanos capítulo 8, verso 27: "E aquele que sonda os corações sabe qual é a MENTE (intenção, vontade) do Espírito: que ele, SEGUNDO A VONTADE DE DEUS, intercede pelos santos"

Você tem Deus habitando em você. Você tem , o Espírito Santo habitando em você. No momento que você, de coração, aceitou a salvação, ou seja recebeu a Cristo, Ele te reconciliou com Deus, naquele exato momento, o Espírito Santo veio habitar em você. Isto é o que é conhecido como "Cristo em vós, a esperança da Glória". E se você tem o Espírito de Deus habitando em você, você tem toda a condição de orar no Espírito Santo.

Porque você é o único responsável por dar expressão ao Espírito que habita em você. Deus não vai fazer isso por você. É um passo de fé, o único que você precisa dar sozinho. Daí por diante, Deus lutará pela sua fé.

Como você faz? Abra a boca e fale em uma linguegem estranha, que você nem ninguém entenda. O Espírito Santo vai se utilizar dessa sua linguagem e vai se expressar por ela. Você acha que isso é muito pouco? Lembre-se: Ele é Deus. "Por acaso eu não trago à existência as coisas que não existem?"

Deus nos ensina como receber este poder, o poder de orar no Espírito.

Veja em Lc 11: 11-13 - "E qual o pai dentre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente? Ou, se pedir um ovo, lhe dará um escorpião? Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais o PAI CELESTIAL DARÁ O ESPÍRITO SANTO ÀQUELES QUE LHO PEDIREM"

Se você se humilhar (tornar-se humilde), e pedir a Deus o Espírito Santo, ele lhe dará o Espírito Santo e este te ensinará todas as coisas. TODAS, como está escrito em I João.

 

Por fé, sem rituais ou tradições

Orar no Espírito é se entregar por fé, sem regras, rituais ou tradições.

Qual a razão de tantos crentes não falarem em línguas, e não aceitarem a oração no espírito? É devido não crerem!

Veja Mc 16: 17, a condição para falar em línguas é crer.

Portanto quem não fala em línguas é por que não crê!

Não permite a atuação do Espírito Santo pela fé.

Não recebe a Palavra de Deus pela fé, não recebe no seu espírito e nem em seu coração.

 

Muitos entendem alguns textos bíblicos de modo carnal e não espiritual, veja em  Ef 5: 18 e 19:

“E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito;
Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração”.

Neste texto Paulo ensina como se encher do Espírito. Nos ensina que devemos falar em línguas e profetizar através de salmos, cânticos e hinos espirituais, ou seja estaremos orando no Espírito, e o Espírito nos inspirará a salmodiar e ter cânticos espirituais, tudo debaixo da Unção do Espírito Santo.

Um outro texto conhecido por muitos, mas desconhecido no espírito é Jo 4: 23 e 24:

“Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade”.

Jesus está falando que Deus recebe a verdadeira adoração dos que através do espírito o adoram. Somente através do nosso espírito, sintonizado no Espírito Santo que podemos ter contato com Deus, e é em espírito que recebemos as bênçãos de Deus!

 

Falar Em Línguas 

É realmente complicado convencer alguém que orar no Espírito Santo significa orar em línguas, pois temos que "respeitar" ou talvez o termo seja "temer" os que não são batizados no ESPÍRITO SANTO, apesar de pertencerem a uma Igreja Evangélica, tradicionalmente pentecostal.

Vemos a respeito da necessidade de ser batizado no ESPÍRITO SANTO quando os Apóstolos  enviaram uma comitiva de irmãos a Samaria, onde Filipe pregava o evangelho e multidões se convertiam pelo poder dos sinais que fazia, porém ainda não eram batizados no ESPÍRITO SANTO. (At 8.13-17. Como uma Igreja pode crescer qualitativamente e não só quantitativamente, se seus membros não vêm a necessidade de serem cheios do ESPÍRITO SANTO e consequentemente do poder para testemunharem? (Lc 24.9; At 1.8)

 

Língua para oração:

"Porque se eu orar em língua, o meu espírito ORA BEM, mas o meu entendimento fica infrutífero."(I Co 14:14). Você quer orar bem? Veja também em Rm 8.26 que não sabemos pedir como convém, mas o ESPÍRITO SANTO sabe o que precisamos e ELE sabe pedir.

 

Fala com Deus:

"Porque o que fala em língua não fala aos homens, mas a Deus; pois ninguém o entende; porque em espírito fala mistérios."(I Co 14:2). Por isso é tão combatido o falar em línguas, pois nem Satanás entende.

 

Edificação própria:

"O que fala em língua edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja."(I Co 14:4)

Você quer ser edificado? "Mas vós, amados, edificando-vos sobre a vossa santíssima fé,  orando no Espírito Santo," Jd.20 (orar no ESPÍRITO, não quer dizer orar em pensamento e sim falando em línguas.

 

Falar muito em línguas, muitas horas de edificação:

1 Co 14.18 Dou graças a Deus, que falo em línguas mais do que vós todos.

 

Paz e descanso

Traz uma paz e um descanso incríveis quando nos dispomos a orar em línguas, é como se os problemas não existissem quando nos levantamos da oração – Is 28: 11 – “Na verdade por lábios estranhos e por outra língua falará a este povo; ao qual disse: Este é o descanso, dai descanso ao cansado; e este é o refrigério; mas não quiseram ouvir”.

 

 

O ESPÍRITO SANTO É NOSSO INTERCESSOR NA TERRA

 

(Rm 8.26,27) – “E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito; e é ele que segundo Deus intercede pelos santos”.

 

Interceder é colocar-se no lugar de outro e pleitear a sua causa, como se fora sua própria. É estar entre Deus e os homens, a favor destes, tomando seu lugar e sentindo sua necessidade de tal maneira que luta em oração até a vitória na vida daquele por quem intercede.

 

O intercessor é o que vai a Deus não por causa de si mesmo, mas por causa dos outros. Ele se coloca numa posição de sacerdote, entre Deus e o homem, para pleitear a causa.

Intercessão é dar à luz no reino do espírito às promessas e propósitos de Deus. É uma oração para que a vontade de Deus seja feita na vida de outros; é descobrir o que está no coração de Deus e orar para que isso se manifeste.

 

 

Interceder = Etimologicamente, podemos considerar a palavra no hebraico, grego e português.

 

Paga (hebraico) - Vem da raiz de uma palavra que significa "colidir pela violência", ou pela importunação. Vir (entre), suplicar, cair (sobre), fazer intercessão, interceder, pleitear, prostrar, encontrar com (juntos), suplicar, orar, alcançar, correr". É usada em Is. 55:12; Jr. 7:16; 27:18; 36:25.

 

O Léxico Hebraico-Caldeu do Velho Testamento, de H.W.F. Gesenius, ressalta vários significados existentes na raiz da palavra. Destacamos: "Vir sobre ou contra, quer de propósito ou acidentalmente, quer violenta ou levemente; num bom sentido, assaltar alguém com petições, orações; instá-lo; encontrar-se com; alcançar alguém; fazer uma aliança com alguém..."

Interessantes são também as expressões: "colocar-se na brecha", para defender alguém (Ez. 13:5; 22:30; SI. 106:23) e "erguer um muro em torno de alguém" (Ez. 13:6; 22:30).

 

Ënteuxis (grego) - (substantivo) De acordo com W. E. Vine, em seu Expository Dictionary of the New Testament Words, "primariamente denota encontrar-se com; então, uma conversação; uma petição; é um termo técnico de aproximação de um rei, bem como para a aproximação de Deus em intercessão; é traduzido para oração em I Tm. 4:5 e no plural em I Tm. 2:1 (isto é, procurando a presença e ouvindo de Deus a favor de outros).

 

Entugchano (grego) - (verbo) Segundo W. E. Vine, "primariamente harmonizar-se com, encontrar-se com o fim de conversar; então, fazer petição, especialmente intercessão, pleitear com uma pessoa, tanto a favor quanto contra outros;  

(a) contra: At. 25:24; Rm. 11:2; 

(b) a favor: Rm. 8:27,34; Hb. 7:25.

 

Huperentugcha no grego) - Interceder a favor de; fazer intercessão por. 

Interceder, segundo o Dicionário de Aurélio, é "pedir, rogar, suplicar (por outrem); intervir (a favor de alguém ou de algo)"

 

O Dicionário da Bíblia, de Nelson, declara: "O ato de peticionar a Deus ou orar a favor de outra pessoa ou grupo." 

 

A natureza pecaminosa deste mundo separa os seres humanos de Deus. Tem sido necessário, portanto, que pessoas justas vão a Deus buscar reconciliação entre Ele e Sua criação caída."

 

 

 

Encontro e Confronto

 

(O poder da INTERCESSÃO - Valnice Milhomens).

 

 

A palavra hebraica, paga, para intercessão, tem dois aspectos: O primeiro é de luta, violência, choque e denota confronto. O outro, de encontro, colocar-se entre, orar, suplicar.

 

Concluímos, pois, que a intercessão tem duas facetas: Uma de confronto com o inimigo e outra de encontro com o Rei.

 

O homem não tem autoridade para confrontar o seu Criador. Vamos a Deus com uma atitude de quebrantamento e submissão.

 

Contra quem, pois, se colide na intercessão? Contra o que se opõe aos planos de Deus na vida dos filhos dos homens.

 

No sentido lato da palavra, interceder é enfrentar as forças opostas de Satanás, colidindo contra elas, pela batalha espiritual, e colocar-se diante de Deus, firmado em Suas promessas, a fim de pleitear a causa de outros; é um  encontro com Deus e um confronto com Satanás, a favor dos homens.

 

 
 
Resumo e Ensinos Adicionais
 

·       Falar em línguas espirituais, isto é, línguas recebidas diretamente de DEUS, é sinal externo do Batismo no ESPÍRITO SANTO (At 19.7), nem todos o recebem pois só se recebe pela fé.

 

·       Não é um Dom do ESPÍRITO SANTO, pois o Dom é de variedade de Línguas (falar em várias línguas, o que não acontece com todos - 1 Co 12.30).

 

·       O que fala em línguas como Dom é menor do que o que profetiza (1 Co 14.5).

 

·       Não se deve ensinar falando em línguas, pois os ouvintes precisam entender o que se está falando, a não ser que haja a manifestação do Dom de Interpretação de Línguas (1 Co 14.6.

 

·       Nunca deve ser proibido o falar em Línguas (1 Co 14.39); que ora em línguas edifica-se a sí mesmo e isso é muito importante (1 Co 14.4; Jd 1.20).

 

·       Existe o falar em línguas pelo Diabo e até pela loucura, ou pelo aprender com outros ou através de livros, mas isso tudo não passa de coisas humanas, não tendo nada a haver com a manifestação sobrenatural de DEUS no crente.

 

·       Um crente, desde que esteja com a vida em desarmonia com o ESPÍRITO SANTO, pode ser usado pelo Diabo para falar em línguas que não são espirituais, ou seja vindas de DEUS.

 

·       Os católicos tiveram uma grande chance de conhecerem a verdade do evangelho quando iniciaram o movimento Carismático no Brasil, tendo alguns deles recebido o Batismo no ESPÍRITO SANTO.

 

·       Infelizmente, com a infiltração dos padres no meio do Movimento, a maioria continuou e voltou à idolatria.

 

·       É interessante notar que um desviado que já foi Batizado no ESPÍRITO SANTO, quando vai à Igreja e resolve voltar para a comunhão com os irmãos e com DEUS através de um legítimo arrependimento, volta a falar em línguas imediatamente, pois o perdão e a misericórdia de DEUS são dados sem merecimento, mas pela fé.

 

Avivamento    Capítulo 1    Capítulo 2    Capítulo 3    Capítulo 4    Capítulo 5    Capítulo 7    Capítulo 8    Capítulo 9    Capítulo 10    Capítulo 11    Capítulo 12