Illuminati (Iluminados)  

Illuminati, (plural do latim illuminatus, "aquele que é iluminado"), é o nome dado a diversos grupos, alguns históricos outros modernos.

Mais comumente, contudo, o termo "Illuminati" tem sido empregado especificamente para referir-se aos Illuminati da Baviera, uma sociedade secreta da era do Iluminismo fundada em 1 de maio de 1776.

Nos tempos modernos, também é usado para se referir a uma organização conspiracional que controlaria os assuntos mundiais secretamente, normalmente como versão moderna ou como continuação dos Illuminati bávaros.

O nome Illuminati é algumas vezes empregue como sinônimo de Nova Ordem Mundial.

Os Illuminati são os cérebros por trás dos acontecimentos que levarão ao estabelecimento da Nova Ordem Mundial, com os objetivos primários de unir o mundo numa única regência que se baseia em um modelo político onde todos são iguais.

Dado que "Illuminati" significa literalmente “os iluminados” em latim, é natural que diversos grupos históricos, não relacionados entre si, se tenham autodenominados de Illuminati.

Frequentemente, faziam isso alegando possuir textos gnósticos ou outras informações arcanas (secretas) não disponíveis ao grande público.

 

 

A Origem dos Illuminati

Um movimento de curta duração de republicanos livres-pensadores, o ramo mais radical do Iluminismo – a cujos seguidores foi atribuído o nome de Illuminati (mas que a si mesmos chamavam de “perfectibilistas” ou "perfeccionistas") – foi fundado a 1 de Maio de 1776 pelo professor de lei canônica e jesuíta Adam Weishaupt, (falecido em 1830), e pelo barão Adolph von Knigge, na cidade de Ingolstadt, Baviera, atual Alemanha.

O fato de que não se sabe exatamente quem estava presente naquela noite foi a causa da especulação sobre o número de pessoas que criaram a ordem, alguns dizem que eram apenas quatro e outros argumentam que foram treze.

Graças às habilidades de Von Knigge, os Illuminati rapidamente se espalham pela Alemanha, Áustria, Hungria, Suíça, França, Itália e outras partes da Europa e afiliando personalidades como Herder (Damasus), Goethe (Abaris), Cagliostro, o Conde de Mirabeau (Leonidas) e o lendário alquimista o Conde de St. Germain, entre outros.

Alguns nobres como o duque de Saxe-Weimar e de Saxe-Gotha, os príncipes Ferdinando de Brunswick e Karl de Hesse, Conde de Stolberg e o Barão Karl Theodor von Dalberg, também figuraram dentro da iniciação iluminada.

O grupo foi fundado com o nome de Antigos e Iluminados Profetas da Baviera (Ancient and Illuminated Seers of Bavaria, AISB), mas tem sido chamado de Ordem Illuminati, a Ordem dos Illuminati e os Illuminati bávaros.

Na conservadora Baviera, onde o progressista e esclarecido Eleitor Maximiliano José III de Wittelsbach foi sucedido em 1777 pelo seu conservador herdeiro Carl Theodor, e que era dominada pela Igreja Católica Romana e pela aristocracia, tal tipo de organização não durou muito até ser suprimida pelo poder político.

 

Eles eram recrutados principalmente dentre os maçons e ex maçons, juravam obediência a seus superiores e estavam divididos em três classes principais:

1) Primeira, conhecida como Berçário, compreendia os graus ascendentes ou ofícios de Preparação.

2) Segunda, conhecida como a Maçonaria.

3) Terceira, designada de Mistérios, estava subdividida nos graus de Mistérios Menores (Presbítero e Regente) e Mistérios Maiores (Magus e Rex).

 

Em 16 de julho de 1782, numa reunião da maçonaria continental realizada no Convento de Wilhelmsbad, os Illuminati tentaram unificar e controlar sob a sua autoridade todos os ramos da Maçonaria.

 

Os planos mais secretos dos Illuminati foram revelados por acaso na noite de 10 de julho de 1784, quando um mensageiro de Weishaupt, identificado como o abade Lanz, morreu inesperadamente devido a um raio.

Seu corpo foi levado para a Capela de San Emmeran por habitantes do local e entre os seus hábitos foram encontrados documentos importantes que se tratavam de planos secretos para a conquista mundial.

 

Em 1786 foram tratados como criminosos, não os encontrando no sul da Alemanha.

 

 

 

Os Illuminati Skull and Bones (Caveira e Ossos)  

Os Illuminati da Baviera lançaram uma longa sombra na história popular, devido as sinistras alegações de conspirações.

Em 1797, o Abade Augustin Barruel publicou o livro “Memórias ilustrativas da história do Jacobinismo”, delineando uma vívida teoria conspiratória envolvendo os Cavaleiros Templários, os Rosacruzes, os Jacobinos e os Illuminati.

Simultânea e independentemente, um maçom escocês e professor de História Natural, chamado John Robison, começou a publicar “Provas de uma conspiração contra todas as religiões e governos da Europa”, em 1798.

Quando viu o livro sobre semelhante tema escrito por Barruél, incluiu extensas citações dele em seu próprio livro. Robinson alegava apresentar evidências de que uma conspiração dos Illuminati estava dedicada a substituir todas as religiões e nações com o humanismo e um governo mundial único.

Mais recentemente, Antony Cyril Sutton sugeriu que a sociedade secreta Skull and Bones foi fundada como o ramo norte-americano dos Illuminati.

Outros pensam que a Scroll and Key também tem origem nos Illuminati.

Robert Gillete defende que esses Illuminati pretendem, em última instância, estabelecer um governo mundial por meio de assassinatos, corrupção, chantagem, controle dos bancos e outras entidades financeiras, infiltração nos governos, e causando guerras e revoluções, com a finalidade de colocar seus próprios membros em posições cada vez mais altas da hierarquia política.

Thomas Jefferson, por outro lado, defendeu que eles pretendiam espalhar informação e os princípios da verdadeira moralidade.

Ele atribuiu o caráter secreto dos Illuminati ao que chamou de “a tirania de um déspota e dos sacerdotes”.

 

 

 

Illuminatis Modernos  

Desde o final do século XVIII até meados do século XX, estudiosos especulam que os Illuminati sobreviveram a sua supressão, por causa de sua suposta infiltração na Maçonaria, e se tornaram o cérebro por trás de grandes eventos históricos como a Revolução Americana, a Revolução Francesa, a Revolução Russa, as Guerras Mundiais e até os ataques de 11 de setembro de 2001; levando a cabo um plano secreto para subverter as monarquias da Europa e a religião Cristã visando a formação de uma Nova Ordem Mundial secular baseada na razão científica.

Escritores como Mark Dice, David Icke, Ryan Burke, Jüri Lina e Morgan Gricar têm argumentado que os Illuminati da Baviera sobreviveram, possivelmente até hoje.

Os eventos mundiais estão a ser controlados e manipulados por uma sociedade secreta que se autodenomina Illuminati.

Muitas pessoas notáveis foram ou são membros dos Illuminati, incluindo Winston Churchill, a família Bush, Barack Obama, a família Rothschild, a família Rockefeller (incluindo David Rockefeller) e Zbigniew Brzezinski, entre outros.

O termo "Illuminati" também é geralmente associado com os membros de instituições e sociedades secretas de inspiração ocultista e / ou globalista, independentemente do fato de eles serem realmente relacionados com a Ordem Illuminati: os Skull & Bones, Grupo Mesa Redonda, a Sociedade Fabiana, o Royal Institute of International Affairs, o Council on Foreign Relations, o Bohemian Club, o Clube de Bilderberg, a Comissão Trilateral, o Clube de Roma, a Fundação Carnegie, a Fundação Rockefeller, etc.

Os fundadores dos Estados Unidos – sendo alguns deles franco-maçons – estavam “influenciados” pela corrupção dos Illuminati.

Frequentemente o símbolo da pirâmide que tudo vê no Grande Selo dos Estados Unidos é um exemplo do olho sempre presente dos Illuminati sobre os americanos.

E também a escrita Novus Ordo Seclorum que significa ''New Deal" ou Nova Ordem Secular, "novo ideal" desmentindo a escrita do lado, que diz Em Deus Confiamos.

Jordan Maxwell, pesquisador dos Iluminatti, afirma que 'Novus Ordo Seclorum" pode ser traduzido para "Nova Ordem Mundial".

 

 

 

Illuminatis - Estados Unidos da América 

As mensagens subliminares da cédula de 1 dóllar estão mais evidentes no verso.

Observamos isso nas frases em latim e nos símbolos maçônicos.
Como as figuras estão em alta resolução, qualquer um pode analisar com cuidado o que existe escondido em cada parte da cédula.

Uma velha nota de 1 dollar americano e scanneei em alta resolução, para expor aqui e mostrar os símbolos maçônicos e Illuminati contidos na mesma, bem como mensagem subliminar.


 

 



 

 

DETALHES SOBRE A CÉDULA



George Washington – Primeiro Presidente dos Estados Unidos da América.
Ele foi Grão-Mestre Maçônico.

 

     

Símbolo Federal Reserve e Selo The Department of the Trasury 1789

Nestes dois símbolos ou carimbos, acima, só existe mensagem subliminar no desenho da “chave”. 

A balança, o esquadro e a chave podemos afirmar que são símbolos maçônicos.

A letra L refere-se ao Banco de San Francisco, que pela ordem, equivale ao número 12.

Pela ordem: A = Boston (1), B = New York City (2), C = Philadelphia (3), D = Cleveland (4), E = Richmond, VA (5), F = Atlanta (6), G = Chicago (7), H = St. Louis (8), I = Minneapolis (9), J = Kansas City (10), K = Dallas (11), L = San Francisco (12)

Significado Maçônico dos símbolos

Balança: Símbolo da Justiça
Esquadro: Símbolo de Equidade e Retidão
Chave: Símbolo da Guarda dos Segredos

 

As Frases em Inglês

IN GOD WE TRUST = Em Deus nós confiamos

THE GREAT SEAL OF THE UNITED STATES = O grande selo dos Estados Unidos

      

Pirâmide e o Terceiro Olho  /  Águia – Número 13 – Estrela de Salomão

 

Nestas duas figuras há várias mensagens subliminares.
A Pirâmide com o Terceiro Olho no topo é um dos principais símbolos maçônicos e dos Illuminatis.

A Pirâmide representa a Hierarquia das Classes Sociais.
A ponta ou Olho, representa os Illuminati (Iluminados, donos do conhecimento, do dinheiro e do poder).

MDCCLXXVI – Numeral 1776 – Indica o Ano da Independência dos EUA = Ano da fundação dos Illuminati.
A Águia é Símbolo dos Estados Unidos da América = Símbolo maçom.
As listras verticais no Escudo representam as cores da Bandeira dos EUA.
 
O FATOR 13 (Obsessão pelo número 13) = As 13 famílias que dominam o Planeta Terra - As 13 famílias Illuminatis.
13 letras na frese em latim “ANNUIT COEPTIS”
13 letras na frase “E PLURIBUS ANUM”
13 camadas de tijolos na Pirâmide
13 estrelas acima da águia
13 plumas de penas em cada período de asa da Águia
13 barras verticais no escudo
13 folhas no ramo de oliveira
13 frutos
13 setas na garra da Águia
 
O número 13 tem mais a ver com o Movimento Teosófico.
Mas os maçons e os Illuminati também são ocultistas e seguem os mesmos princípios da Teosofia nos graus de iniciação.
O número 13 é o número da rebelião
Por isso que o número 13 é associado ao Lúcifer, o rebelde.
O número 13 também é usado em rituais satânicos.
No grupo dos discípulos de Jesus, Judas Iscariotes é sempre citado por último.
Contando Jesus como primeiro do grupo, Judas seria o 13º da lista, o discípulo do descontentamento e da rebelião.
Nada surpreendente, pois sabemos que os EUA nasceu de uma rebelião, em 1776, quando os Maçons proclamaram a independência das 13 colônias do domínio britânico, ano da fundação dos Illuminatis (Iluminados).
 
 
As Frases Subliminares em Latim:
ANNUIT = INÍCIO/COMEÇO
COEPTIS = EMPRESA, DOMÍNIO, CONTROLE
E = DE
PLURIBUS = MUITOS
UNUM = UM/UMA
“ANNUIT COEPTIS E PLURIBUS UNUM”
 
Início do domínio de muitos povos em uma nação ou
E PLURIBUS UNUM = Uma nação de muitos povos

NOVUS ORDO SECLORUM
Nova Ordem dos Séculos ou Nova Ordem Mundial

 

A Estrela do Anel de Salomão (Estrela de Davi)

   

Estrela de Davi na nota de 1 dólar

O mais surpreendente é a Estrela de Davi oculta de forma subliminar na nota de 1 dólar, entre as 13 estrelas menores.
A Estrela de Davi conhecida como selo de Salomão é um símbolo satânico, e o posicionamento dessas estrelas é uma mensagem subliminar.
 

 

A Coruja Oculta
 
  

A coruja é um símbolo oculto satânico Illuminati do deus Moloque adorado pelos babilônicos.

Um ritual feito a portas fechadas com todos os lideres mundiais onde eles fazem a cremação de care em Bohemian Grove, uma oferenda ao deus moloque que é representado por uma estátua de seis metro de altura de uma coruja.

 

 

Piramide Illuminati - Olho que Tudo Vê

     

A pirâmide com o olho-que-tudo-vê, é um símbolo illuminati, esse símbolo é real e não se trata de fruto da imaginação. O símbolo é tão real e antigo, que vocês mesmos poderão vê-lo na nota de 1 dólar. O símbolo está lá.
Uma pirâmide cujo cume (a elite) é esclarecida pelo olho da consciência que o vê tudo e domina uma base cega, feita de tijolos, idênticos (a população).
As duas menções em latim são muito significativas. “NOVUS ORDO SECLORUM” no qual significa, “nova ordem para os séculos dos séculos”. Em outros términos: novo ordem mundial. E “ANNUIT CCEPTIS” significa : “nosso projeto será coroado de sucesso .
*Franklin Roosevelt em 1933 ordenou que se introduzisse esse símbolo nas notas de 1 dólar.
*Roosevelt foi presidente dos EUA, um dos 13 presidentes que possivelmente seriam Maçons / Illuminatis.

 

Outros Símbolos e Mensagens Ocultas no Dólar

Torres Gêmeas - W.T.C. - Seria as torres gêmeas do W.T.C. em chamas?

 

 

Osama  - O nome Osama Bin Laden?
Tim Osman conhecido como Osama Bin Laden, este nome foi atribuído a ele pela CIA para sua turnê ao EUA e bases militares norte americanas em busca de apoio e armamentos. Há evidencias de que Tim Osman visitou a Casa Branca, há também especulações que ele trabalhava para a CIA.

Voltar


Home     Oráculo     Estudos     Ajuda     Batalha Espiritual     Avivamento     Nova Ordem     Apostasia     Ovnis     Palestras     Saúde      Contato