7) Semelhança com Demônios
Segundo o Antigo Testamento, seriam os Nefilins,
os nossos visitantes extraterrestres?

Zecharia Sitchin (Estudioso do Velho Testamento).

O Antigo Testamento tem ocupado a minha vida desde que eu era uma criança. Há quase 50 anos, eu desconhecia completamente o que diziam as discussões sobre a teoria da evolução versus a Bíblia. Mas, como estudei o Gênesis, na sua versão original hebraica, criei um confronto em si. Um dia, líamos na sala de catequese, o capítulo VI, que conta quando Deus decidiu destruir a humanidade com o Grande Dilúvio, e "os filhos dos deuses", deviam se casar com as filhas dos homens que estavam na Terra.

Estes “filhos dos deuses”, eram demônios que foram expulsos do Céu (Rebelião de Satanás), e vieram habitar na Terra. Em hebraico isso se chama Nefilim.

Na época a professora nos explicou que significava "gigantes", mas, eu perguntei: “Não significam literalmente "aqueles que foram expulsos" e que haviam descido à Terra?” Ela me puniu e disse-me que eu teria que aceitar a versão tradicional.

Durante os anos seguintes, à medida que eu aprendia os idiomas, a história e a arqueologia do Antigo Oriente Médio, os Nefilim, se tornaram uma obsessão para mim. As descobertas arqueológicas e a decifração dos textos sumérios, babilônicos, assírios, hititas, cananeus e outros textos antigos, como as epopéias, cada vez mais confirmam a exatidão das referências bíblicas aos reinos, cidades, soberanos, lugares, templos, rotas comerciais, artefatos, ferramentas e costumes da Antiguidade.

Por isso, pergunto se não é a hora de aceitar a palavra desses mesmos documentos antigos que consideram os Nefilins visitantes do céu na Terra?

Deus Abelha do México.
Essa divindade, segundo a tradição maia, possuía o poder de voar.
Sempre se apresenta caindo dos céus, de cabeça para baixo.

 

DEMÔNIO DE DOVER

O pânico começou às 22h30min de 21 de abril de 1977, quando três rapazes de 17 anos, indo para o norte do estado, passavam por Dover, Massachusetts, a cidade mais afluente da periferia de Boston, EUA.

Um deles, Bill Barlett, pensou ter avistado alguma coisa esgueirando-se por um muro baixo de pedras soltas, do lado esquerdo da estrada.

Quando a figura virou a cabeça e olhou para os faróis do carro, Barlett viu, ao que disse, dois olhos grandes, redondos, vidrados, sem cílios e brilhando muito "feito bolas-de-gude alaranjadas".

A cabeça, em cima do pescoço fino, era grande, tinha a forma de uma melancia e era do mesmo tamanho do resto do corpo.

A pele cor de pêssego e sem pelos parecia ter a textura àspera de uma lixa.

Não tinha mais que 1,20m de altura, e estava andando no muro, tateando, agarrando as pedras com os dedos compridos, quando foi flagrada pelos faróis.

O anomalista Loren Coleman, então morando na região, soube do relato de Barlett por intermédio de um conhecido comum.

Mais tarde, junto com os ufólogos Walter N. Webb e Ed Fogg, entrevistaram Barlett e outras testemunhas, bem como seus pais, professores e funcionários do colégio e policiais.

Não viram vestígios de fraude, ao contrário, os que conheciam aqueles jovens consideravam-nos confiáveis.

Um jornal local apelidou a criatura de o "Demônio de Dover".

 


Estudos Bíblicos     Ovnis     Ufologia    Villas Boas     Guarapiranga     Ciência e Ovni     Bíblia e Ovni     ET ou Demônio?     Et de Varginha      Chupa Cabra     Bermudas